1:52 am

vomitamentodepalavras:

mas é na madrugada fria
na espera da noite virar dia
que essa agonia vem
e me faz pensar no carrasquismo

e desde o início
eu pensava que tudo bem
que você viria
e talvez até ficaria

enganado estava e (não) sabia
ou negava
apenas por conforto
pra não ter que pensar nas palavras

de despedida
mas acabou que veio o dia
mas no meu peito ficou
o frio da madrugada fria

Mais uma vez

varandda:

Me ame de novembro à janeiro de todos os anos
Me chame de idiota todas as vezes que te insultar por graça
Mas não leve tão a sério
Não me faça de idiota
O que eu sinto por ti ja se encarrega disso
Não me machuque o peito
Mas puxe meus cabelos
Morda meu lábio
Alimenta meu ego
Beija meu pescoço, costas e alma
Me deixe calafrios, meu bem
Mas não os da saudade

(via vomitamentodepalavras)

Eu sou humano…

Minha atração por pessoas não depende da sua identidade de gênero e eu não sinto a necessidade de estar em conformidade com os rótulos convencionais para o conforto dos outros. Eu amo quem eu amo, que deve ser suficiente.

canalpoenaroda:

Sábio conselho pra quem se mete no assunto sem ser chamado.

canalpoenaroda:

Sábio conselho pra quem se mete no assunto sem ser chamado.

"É uma coisa mais íntima…

do fundo da sua mente e do seu coração, pois, embora ele tente sempre e sempre relacionar-se com garotas, sinta até atração por elas por um determinado tempo, tudo se esgota, e o esforço despendido é inútil.”

Russo

vomitamentodepalavras:

Quando respiro, tusso
Quando não faço, dói

Talvez seja, ou não, refluxo
Ou talvez seja dor de herói

Dor, que no fim, me acostumo
Mas que ainda machuca e corrói

E faz de qualquer vento um inverno russo
E destrói.